Make your own free website on Tripod.com
Trabalhos Na Medida do Possível
O Surrealismo

Home

Dengue | Fungos | Chumbo | O Surrealismo

O Surrealismo

O Surrealismo

Movimento artístico e literário que surge na França nos anos 20, reunindo artistas anteriormente ligados ao. Fortemente influenciado pelas teorias psicanalíticas de Sigmund Freud, enfatiza o papel do inconsciente na atividade criativa. Defende que a arte deve libertar-se das exigências da lógica e expressar o inconsciente e os sonhos, livre do controle da razão e de preocupações estéticas ou morais. Rejeita os valores burgueses, como a pátria e a família. O principal teórico e líder do movimento é o poeta, escritor, crítico e psiquiatra francês
André Breton, que em 1924 publica o primeiro Manifesto Surrealista.
A palavra surrealismo havia sido criada em 1917 pelo poeta Guillaume Apollinaire (1880-1918), ligado ao cubismo, para identificar novas expressões artísticas. É adotada pelos surrealistas por refletir a idéia de algo além do realismo.
O início do movimento se dá por volta de 1922. No manifesto e nos textos teóricos posteriores, os surrealistas rejeitam a ditadura da razão e os valores burgueses. Humor, sonho e a contralógica são os recursos a ser utilizados para libertar o homem da existência utilitária.
Em 1929, os surrealistas publicam um segundo manifesto e editam a revista A Revolução Socialista. Entre os artistas ligados ao grupo, em épocas variadas, estão os escritores franceses Paul Éluard (1895-1952), Louis Aragon (1897-1982) e Jacques Prévert (1900-1977), o escultor italiano Alberto Giacometti (1901-1960), o dramaturgo francês Antonin Artaud, os pintores espanhóis Salvador Dalí, Joan Miró, o belga René Magritte, o alemão Max Ernst, e o cineasta espanhol Luis Buñuel
Nos anos 30, o movimento internacionaliza-se e influencia várias outras tendências, conquistando adeptos
em países da Europa e nas Américas. Em 1969, após sucessivas crises, o grupo dissolve-se.
ARTES PLÁSTICAS A pintura pode ser considerada a principal manifestação artística do surrealismo. Rejeitada como meio de representação do mundo concreto ou da emoção do artista, ela deve expressar o inconsciente.
O movimento divide-se em duas vertentes. Uma mantém o caráter figurativo, mas produz formas inusitadas com a distorção ou justaposição de imagens conhecidas. Um exemplo é A Persistência da Memória, de Dalí. Em um espaço representado convencionalmente, relógios parecem estar se derretendo.
Os artistas da outra vertente radicalizam o automatismo psíquico, para que o inconsciente se expresse livremente, sem controle da razão. Entre os expoentes estão Miró e Ernst. As telas de Miró caracterizam-se por composições de formas coloridas construídas com linhas fluidas e curvas, como em O Carnaval de Arlequim e A Cantora Melancólica.
CINEMA Os filmes não revelam preocupação com enredo ou história. As imagens expressam desejos não racionalizados e aversão à ordem burguesa. Buñuel, em parceria com Dalí, faz Um Cão Andaluz (1928) e L''Âge D''Or (1930).
LITERATURA Tanto a poesia como o romance tradicionais são rejeitados pelos surrealistas. A livre associação de idéias expressa o funcionamento do inconsciente. Por vezes são reunidas aleatoriamente frases ou palavras recortadas de jornais. O poeta Éluard, autor de Capital da Dor, adota esse processo de criação. André Breton, além dos textos teóricos do movimento, escreve obras ficcionais, entre elas Nadja, O Amor Louco e Os Vasos Comunicantes.
TEATRO O surrealismo serve de base para que Artaud elabore seu teatro da crueldade. Poeta, dramaturgo, diretor e ator francês, ele tem como proposta despertar as forças inconscientes do espectador, para libertá-lo do condicionamento imposto pela civilização. Não há separação
rígida entre palco e platéia. Parte de sua teoria está exposta no livro O Teatro e Seu Duplo (1938). A montagem mais representativa é a do texto Os Cenci (1935), sobre uma família italiana do Renascimento. Nos anos 40 e 50, os princípios do surrealismo influenciam o teatro do absurdo.
SURREALISMO NO BRASIL O surrealismo é uma das muitas influências captadas pelo modernismo. Nas artes plásticas há traços surrealistas em algumas obras de Tarsila do Amaral, como na tela Abaporu, e de Ismael Nery, cuja tela Nu mostra uma mulher branca de um lado e negra do outro. No início da carreira, o pernambucano Cícero Dias (1908-) pinta Eu Vi o Mundo, Ele Começava no Recife, obra que apresenta todas as características surrealistas. Entre os escultores, o movimento influencia Maria Martins (1900-1973). Suas peças têm caráter fantástico, como o bronze O Impossível, em que bustos humanos têm lanças no lugar da cabeça

Joan Miró

Pintor, escultor, gravador e ceramista espanhol (20/4/1893-25/12/1983). Um dos artistas mais importantes do surrealismo, ao lado de Salvador Dali, seu conterrâneo. Nasce em Barcelona e faz o estudo fundamental na cidade. Apesar da insistência paterna, não chega a completar os estudos secundários. Trabalha num escritório de contabilidade por dois anos, até receber permissão da família para freqüentar uma escola de artes em Barcelona. Entre 1915 e 1919, pinta paisagens, retratos e nus. Muda-se para Paris em 1920, onde conhece os artistas Pablo Picasso e Juan Gris, que influenciam de forma marcante sua obra. Cria uma linguagem plástica inspirada em cores fortes e alegres e em curvas e traços livres, que incluem borrões e rabiscos como nas pinturas primitivas e infantis. De 1925 a 1928 pinta cenas oníricas e paisagens imaginárias. No final dos anos 30 retrata em seus quadros os horrores da Guerra Civil Espanhola, produz esculturas, tapeçarias e se interessa pela pintura mural a partir de 1934. Em suas obras, principalmente nas esculturas, utiliza materiais surpreendentes, como a sucata. É autor de um vasto trabalho, várias vezes premiado. Parte dele pode ser visto na Fundação Juan Miró, criada em 1976, em Barcelona. Morre em Palma de Maiorca.

Interpretação

Neste trabalho vamos mostrar como e o que é o surrealismo, quem o iniciou , os pintores que fizeram parte deste grande movimento e falar um pouco da vida do pintor Joan Miró.

Conclusão

Bem, entendemos que a arte, alias de não ser levada muito a sério, interferido muito com as manifestações.

Bibliografia

Internet
Almanaque Abril
http://pp.uol.com.br/almanaque/show_verbete.php
http://pp.uol.com.br/almanaque/show_verbete.php

Se tiver alguma dúvida mande um e-mail para a equipe "Na Medida do Possível"...-> namedidadopossivel@bol.com.br

Contato